Lisa Ster Coy

Poesia e algo mais...

- >   N a r c i s o

Distinto ele nasce em meio ao mar

Que na tempestade, um raio de luz

Desceu o pequeno a tanto chorar

Abrindo seus olhos tão verdes e azuis.

 

Quão belo e singelo ele cresce a brilhar

Com sua beleza que cega olhos nuz

As asas dos sonhos de toda mulher:

De longe um reflexo e logo uma cruz.

 

Singelo ávido vindo a ajudar

Que nunca, jamais, poderia se ver

Pois belo e singelo viria a afundar.

 

No entando, teimoso, não quis nada crer

Um dia a surpresa no rio foi ver

E em véus destas águas pra sempre nascer.

 

Por Lisa Stér Cöy. 

 

VOLTAR