Lisa Ster Coy

Poesia e algo mais...

- >   N a r c i s o

Distinto ele nasce em meio ao mar

Que na tempestade, um raio de luz

Desceu o pequeno a tanto chorar

Abrindo seus olhos tão verdes e azuis.

 

Quão belo e singelo ele cresce a brilhar

Com sua beleza que cega olhos nuz

As asas dos sonhos de toda mulher:

De longe um reflexo e logo uma cruz.

 

Singelo ávido vindo a ajudar

Que nunca, jamais, poderia se ver

Pois belo e singelo viria a afundar.

 

No entando, teimoso, não quis nada crer

Um dia a surpresa no rio foi ver

E em véus destas águas pra sempre nascer.

 

Por Lisa Stér Cöy. 

 

VOLTAR

Faça parte de nossa rede. Para se cadastrar clique em Register, você poderá ter seu perfil pessoal para postar comentários, receber atualizações e novidades do site.